Home » Textos » Ecos do passado

Categorias

Arquivo do Site

Ecos do passado

 

Poucos conhecem a Ann Wilson, somente os iniciados. A vocalista da banda Heart, muito menos. Alguns talvez se recordem do riff de Barracuda, hit dos anos 70, na vibrante guitarra da Nancy Wilson, irmã da Ann. Pois elas ficaram mais conhecidas agora após uma emocionante homenagem ao Led Zeppelin. Convidadas por Jason Bonham, filho do espetacular baterista John Bonham, as duas fizeram as lágrimas rolarem nos rostos enrugados de Plant, Page e Jones numa interpretação antológica de Stairway to heaven, no Kennedy Center Honors, em 2012. Certamente, há os que admirem a apresentação sem sequer saber a história musical das irmãs.

Ecos do passado mexem muito conosco, a experiência e os cabelos branqueados não nos escudam o coração de fortes emoções. Ao contrário, enternecidos pela magia de imagens resgatadas e por sons reverberados pelo túnel do tempo, viramos presas fáceis do sentimento aflorando de maneira incontrolável.

Os encontros reunindo amizades longevas, quase sexagenárias, também reverberam sons e imagens do passado. Assim vivemos as reuniões de inacianos da turma de 1974. Não importa se três, quatro, quinze ou duzentos comparecem, se há desafetos, desaparecidos ou dissidentes de última hora. A aura de um tempo eternizado pelas reminiscências toma conta de ambientes grandes ou intimistas, não há métrica para catarses indescritíveis.

Assim transcorreu o almoço na sexta-feira passada. Muitas estórias, muitas gargalhadas, muitas lembranças, muita história. E quase não fui. Mas o coração falou mais alto e dessa energia nos alimentamos para continuar a caminhada, numa troca permanente com o destino de cada um, às vezes melhor, outras nem tanto. Mas todas nos fizeram subir numa escada para o céu.

Na verdade, quando se trata de essência, não somos os personagens que queremos ser, somos o que somos.

Valeu demais, de novo, rapaziada!


Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *